COMUNICADO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DA PECUÁRIA INTENSIVA (ASSOCON)

Compartilhar

“Não queremos voltar ao passado. Queremos o Brasil do futuro”

A cadeia da carne bovina em particular e o agronegócio como um todo têm merecido atenção especial do governo atual, liderado pelo presidente Jair Bolsonaro.

Não apenas devido às diversas medidas tomadas em prol do setor produtivo – que contribuem para o aumento da oferta de alimentos –, mas pelo trabalho proativo e vitorioso da ex-ministra Tereza Cristina e do atual ministro Marcos Montes, a Associação Nacional da Pecuária Intensiva (ASSOCON) não aceita olhar para o passado e prefere o Brasil do futuro.

Nesse sentido, não podemos nos calar à participação da presidente da Sociedade Rural Brasileira (SRB) à reunião do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com empresários, em São Paulo.

Que fique claro que eventual posicionamento da SRB é uma decisão individual, não respaldada pela esmagadora maioria dos produtores, entidades e demais elos do agronegócio brasileiro – incluindo a ASSOCON.

O Brasil é um gigante. O agronegócio brasileiro é um gigante. A pecuária de corte é a mais importante atividade animal do Brasil! Somos mais de 1 milhão de produtores, responsáveis por mais de 5 milhões de empregos, colocamos no mercado 9 milhões de toneladas de carne, somos líderes na exportação de carne bovina e os negócios (dentro e fora da porteira) são superiores a R$ 300 bilhões por ano.

A ASSOCON trabalha para o fortalecimento contínuo da cadeia da carne bovina. Somos favoráveis à produção sustentável, com respeito ao meio ambiente. Nosso trabalho é voltado para o aumento da produtividade, com oferta de mais e melhores alimentos. É isso o que nos move a seguir em frente. Não há espaço para olhar para trás. Nosso compromisso é com o futuro.

ASSOCON – Associação Nacional da Pecuária Intensiva


Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Conteúdo protegido!
%d blogueiros gostam disto: