Linha Cultron: é a hora de uma mudança de cultura

Compartilhar

Cultron e Cultron Pro participaram de experimentos realizados com novilhos de corte em sistema de confinamento e os resultados superaram as expectativas

O estudo aconteceu entre 9 abril a 28 de agosto de 2020 nas instalações no Núcleo de Produção Animal (Nupran) junto ao Curso de Mestrado em Ciências Veterinárias da Unicentro, em Guarapuava (PR), sob coordenação do professor Dr. Mikael Neumann.

“O nosso objetivo foi avaliar o desempenho produtivo, o comportamento ingestivo, a digestibilidade aparente da ração e as características de carcaça de novilhos de corte terminados em confinamento alimentados com diferentes tipos de leveduras (Saccharomyces cerevisiae)”, insere Mikael.

No experimento foram utilizadas três dietas: T1 – sem adição de leveduras ou aditivos ionóforos (controle); T2 – dieta controle + a inclusão da cultura de leveduras (7g animal dia com Cultron®); e T3 – dieta controle + a inclusão da levedura autolisada, específica para ruminantes (7g animal dia com Cultron Pro®).

“O uso da cultura de levedura – Cultron – apresentou resultados superiores durante todo o período de confinamento, apresentando maiores ganhos de peso médio diário e melhor otimização da conversão alimentar comparativamente àqueles animais que consumiram a dieta controle”, discorre Mikael e continua: “os efeitos em ambiente de rúmen é o ponto de partida para uma cascata de eventos positivos, que somados, se tornam responsáveis por resultados positivos ao trabalhar com cultura de leveduras”.

O Cultron® é uma cultura de levedura (Saccharomyces cerevisiae) obtida da fermentação em meio nutritivo controlado, contendo melaço de cana-de-açúcar e derivados do milho. “Este processo tecnológico maximiza a atividade metabólica da levedura que proporciona aumento do valor biológico do produto final”, informa o professor.

Já o Cultron Pro® é uma levedura autolisada (Saccharomyces cerevisiae) desenvolvida para ruminantes, proveniente da fermentação da cana-de-açúcar, sendo fonte proteica com ampla disponibilidade de constituintes celulares, que contribuem para os processos fermentativos no rúmen, contendo na sua composição nutrientes de alto valor biológico, tais como peptídeos, aminoácidos, vitaminas do complexo B, e com compostos funcionais como β-glucanos, mananoligossacarídeos, além de constituintes citoplasmáticos”, destaca. Características que, na avaliação do consultor, foram capazes de proporcionar ganhos importantes na imunidade dos animais alimentados com 7g/animal/dia de Cultron Pro® durante o período experimental, se mostrando como uma ferramenta de prevenção à perda de imunidade causada pelo estresse do confinamento e de um alto desafio de manejo alimentar e nutricional.

“O uso da linha Cultron não deve ser indicada somente sob quesitos de melhora da performance animal, mas como uma tecnologia preventiva à perda de imunidade. Seguramente animais suplementados com a linha Cultron tornam-se mais viáveis economicamente na fase de terminação em confinamento”, completa consultor.


Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *