Peixe translúcido

Peixe translúcido bizarro é encontrado

Compartilhar

Peixe translúcido bizarro é encontrado nas profundezas do oceano.

Fonte: Olhar Digital. Imagem principal: Depositphotos (Meramente ilustrativa).

Veja também: Departamento está monitorando sons produzidos por camarões

Peixe translúcido

O fundo do oceano reserva alguns animais que podem parecer um tanto quanto curiosos para nós. Entre as criaturas bizarras que permeiam os mares está esse peixe translúcido com aspecto gelatinoso, que foi flagrado por uma equipe de pesquisa que estudava o mar próximo ao Alasca.

Este animalzinho pode viver a mais de 830 metros de profundidade e é encontrado no Oceano Pacífico Norte. O flagrante foi feito por membros da Administração Nacional Oceânica e Atmosférica dos Estados Unidos (NOAA) e divulgado no Twitter.

O peixe-caracol manchado (crystallichthys cyclospilus) foi descrito por Sarah Friedman, que compartilhou a imagem, como “gelatinoso”. Em entrevista ao Live Science. a pesquisadora disse que parecia que estava “segurando um pedaço de gelatina”.

A cientista explica ainda que esse aspecto bizarro é uma adaptação do animal para sobreviver. “Acredita-se que isso seja uma adaptação para manter a flutuabilidade neutra e nadar com eficiência enquanto lida com a pressão esmagadora do mar profundo”.

Peixe “bizarro” é encontrado no fundo do oceano

Se ficou com medo de encontrar o peixe-caracol manchado por aí, apesar dele não ser perigoso, fique tranquilo, segundo a especialista, essa espécie vive em áreas remotas do oceano e não é fácil de ser achada. “Eles vivem em locais relativamente remotos e em profundidades mais profundas, então a pessoa média nunca encontrará essa espécie”, explicou.

Agora o que fazem esses animais? De acordo com a pesquisadora, o comportamento deles ainda é bastante enigmático. “Os caracóis são um grupo de peixes incrivelmente enigmático e diversificado, com espécies que habitam uma ampla gama de ambientes, desde poças de maré até as fossas mais profundas do oceano. Mas não se sabe muito sobre a ecologia das espécies de caracóis mais profundas”.

Fonte: Olhar Digital. Imagem principal: Depositphotos (Meramente ilustrativa).

*Se o artigo ou imagem foi publicado com base no conteúdo de outro site, e se houver algum problema em relação ao conteúdo ou imagem, direitos autorais por exemplo, por favor, deixe um comentário abaixo do artigo. Tentaremos resolver o mais rápido possível para proteger os direitos do autor. Muito obrigado!

*Queremos apenas que os leitores acessem informações de forma mais rápida e fácil com outros conteúdos multilíngues, em vez de informações disponíveis apenas em um determinado idioma.

*Sempre respeitamos os direitos autorais do conteúdo do autor e sempre incluímos o link original do artigo fonte. Caso o autor discorde, basta deixar o relato abaixo do artigo, o artigo e a imagem será editado ou apagado a pedido do autor. Muito obrigado! Atenciosamente!

*If the article or image was published based on content from another site, and if there are any issues regarding the content or image, the copyright for example, please leave a comment below the article. We will try to resolve it as soon as possible to protect the copyright. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content and image of the author and always include the original link of the source article. If the author disagrees, just leave the report below the article, the article and the image will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!


Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Conteúdo protegido!
%d blogueiros gostam disto: