Supervermes

Supervermes que sobrevivem comendo apenas isopor

Compartilhar

Cientistas descobrem ‘supervermes’ que sobrevivem comendo apenas isopor.

Fonte: Olhar Digital. Imagem principal: Depositphotos.

Veja também: Ligação estranha entre comer peixe e câncer de pele

Um grupo multinacional de pesquisadores conseguiu descobrir uma espécie de “supervermes”, quase cinco vezes maiores que as larvas-da-farinha e que os vermes da cara. Mas o mais impressionante não foi só o tamanho desses vermes, mas sua incrível capacidade de digerir isopor e se alimentar apenas deste material.

Isso significa que esses supervermes podem nos ajudar a quebrar o plástico, agindo como biorreatores, o que pode reduzir bastante o tempo que o plástico leva para o plástico se biodegradar na natureza, principalmente nos oceanos.

Vermes chegaram à fase adulta

As descobertas relacionadas aos supervermes devoradores de isopor foram publicadas na revista Microbial Genomics. Os vermes foram divididos em três grupos, um alimentado apenas com poliestireno, outro não foi alimentado e um terceiro recebeu apenas farelo e plástico.

“Os supervermes em todas as dietas foram capazes de completar seu ciclo de vida para pupas e imago”, diz o estudo. “Embora os supervermes criados em poliestireno tenham ganhos de peso mínimos, resultando em taxas mais baixas de pupação em comparação com os vermes criados com farelo”.

Não é um milagre

Os pesquisadores ponderam que não se trata de uma cura milagrosa para o plástico nos oceanos, já que os vermes comedores de isopor sofreram muito com bactérias patogênicas presentes no plástico, o que impactou de forma negativa a saúde dos supervermes na fase de larva e dos insetos adultos. Contudo, os pesquisadores se mostraram esperançosos.

“Temos agora um catálogo de todas as enzimas bacterianas codificadas no intestino dos supervermes e planejamos investigar mais as enzimas com capacidade de degradação do poliestireno”, disse Chris Rinke, professor sênior da Universidade de Queensland e autor sênior do estudo.

Segundo Rinke, é possível que no futuro seja possível retirar os supervermes da equação para criar uma nova maneira que seja economicamente viável para reciclar plástico.

Fonte: Olhar Digital. Imagem principal: Depositphotos.

*Se o artigo ou imagem foi publicado com base no conteúdo de outro site, e se houver algum problema em relação ao conteúdo ou imagem, direitos autorais por exemplo, por favor, deixe um comentário abaixo do artigo. Tentaremos resolver o mais rápido possível para proteger os direitos do autor. Muito obrigado!

*Queremos apenas que os leitores acessem informações de forma mais rápida e fácil com outros conteúdos multilíngues, em vez de informações disponíveis apenas em um determinado idioma.

*Sempre respeitamos os direitos autorais do conteúdo do autor e sempre incluímos o link original do artigo fonte. Caso o autor discorde, basta deixar o relato abaixo do artigo, o artigo e a imagem será editado ou apagado a pedido do autor. Muito obrigado! Atenciosamente!

*If the article or image was published based on content from another site, and if there are any issues regarding the content or image, the copyright for example, please leave a comment below the article. We will try to resolve it as soon as possible to protect the copyright. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content and image of the author and always include the original link of the source article. If the author disagrees, just leave the report below the article, the article and the image will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!


Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Conteúdo protegido!
%d blogueiros gostam disto: