O mercado de balas e gomas com a certificação Halal

Compartilhar

Em 2020 a balança comercial do setor apresentou crescimento de 1,23% em dólar em comparação ao ano anterior

No total foram produzidas 214 mil toneladas de balas e gomas somando em vendas US$ 2,7 bilhões. Os dados são da Associação Brasileira de Chocolates, Amendoim e Balas (Abicab), da KPMG e ComexStat. E dentro deste volume as indústrias nacionais passam a reconhecer as reais oportunidades do mercado de doces com certificação Halal.

Quem traz os detalhes sobre como obter acesso a este público consumidor é o CEO da SIILHalal, Chaiboun Darwiche, empresa especializada em Certificação Halal Brasil, sediada em Chapecó (SC). Há treze anos presente no mercado certificando diversas empresas nacionais para que seus produtos possam atender as exigências dos consumidores mulçumanos, um público que atualmente ultrapassa 1,8 bi pessoas ao redor do mundo.

“Ao longo da nossa trajetória dentro do mercado de certificação passamos atender inúmeras indústrias fabricantes de doces. Sim, o mercado de certificação Halal cresce por dois importantes pontos: primeiro pelo crescimento da religião, estudos apontam que o islamismo será a maior religião do mundo. Já o segundo motivo diz respeito às exigências. Produtos consumidos por praticantes do islã devem estar dentro das normas exigidas pelo Alcorão Sagrado”, destaca.

E é aí que entra a SIILHalal. Uma certificadora credenciada por organismos internacionais apta para realizar todos os processos para que empresas nacionais possam estar em linha às exigências deste mercado. “Avaliamos todo o processo de uma indústria, desde o produto, sistema de produção, ambiente, documentação, entre outros, para que elas estejam em conformidade às normas internacionais e Jurisprudência Islâmica”, explica.

Após a certificação, as empresas encontram no mercado brasileiro caminhos muito bem estruturados para exportar seus produtos seja para países muçulmanos ou àqueles com potencial consumidores muçulmanos. “Contamos com a Agência Brasileira de Promoção de Exportação e Investimentos (ApexBrasil), um serviço oficial autônomo vinculado ao Ministério das Relações Exteriores que dá todo o suporte para as empresas interessadas em acessar este público consumidor, orientando e promovendo em uma série de eventos e feiras de negócios internacionais”, completa Chaiboun.

Vale lembrar que o Brasil já é reconhecido mundialmente por duas pautas de exportações de produtos Halal: carne bovina e frango.


Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *