milho

Soja e mercado derrubam área de milho em Mato Grosso

Compartilhar

Atraso na soja e preços baixos derrubam área de milho em Mato Grosso.

Facebook Portal Agron e os Grupos do Whatsapp Portal Agron 1, Portal Agron 2 e Telegram Portal Agron mantém você atualizado com as melhores matérias sobre o agronegócio brasileiro.

Veja também: Safra de soja em risco de replantio no Mato Grosso

No cenário agrícola de Mato Grosso, as projeções para a safra 2023/24 de milho apresentam um cenário desafiador, com a redução significativa da área de cultivo e expectativas de produção em declínio. O Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) divulgou seu terceiro levantamento de safra, revelando que fatores como o atraso no plantio da soja e os preços desfavoráveis do milho estão impactando a agricultura no estado.

A estimativa aponta um recuo de quase 80 mil hectares na área de milho em comparação com as projeções feitas em outubro. Isso representa uma queda de aproximadamente 1,08% na área de cultivo, totalizando 7,202 milhões de hectares, em oposição aos 7,281 milhões de hectares projetados anteriormente. Esse decréscimo de 78.787 hectares em relação à safra anterior é mais notável quando se compara com a safra 2022/23, resultando em uma redução de 3,86%.


Os motivos por trás dessa queda são multifacetados. Os agricultores estão desmotivados a semear milho devido aos preços baixos da saca de 60 quilos, que não conseguem cobrir os custos de produção. Além disso, o atraso no plantio da soja devido às condições climáticas aperta a “janela ideal” de plantio do milho de segunda safra no estado, o que dificulta ainda mais a situação.

O impacto dessa redução na área de cultivo também se reflete nas expectativas de produção. Apesar de a produtividade média esperada manter-se em 103,85 sacas por hectare, isso representa uma diminuição de 11,09% em relação à safra anterior, que alcançou uma média de 116,80 sacas por hectare. O Imea reajustou a estimativa de produção de milho para 44,878 milhões de toneladas, o que é menor do que as 45,369 milhões de toneladas previstas no relatório de outubro. Comparando com a safra 2022/23, isso representa um decréscimo de 7,626 milhões de toneladas, uma queda significativa em relação às 52,504 milhões de toneladas colhidas na safra anterior.

A redução na área de cultivo e na produção de milho em Mato Grosso é um desafio para os agricultores e a economia do estado. O setor agrícola está enfrentando um momento complexo, exigindo adaptação e estratégias para superar os desafios presentes e futuros. Em um cenário onde a agricultura é uma peça fundamental na economia do estado, a busca por soluções e políticas que possam impulsionar o setor torna-se crucial.

Fonte: Texto gerado por ChatGPT, um modelo de linguagem desenvolvido pela OpenAI, com contribuições e correções adicionais do autor. Imagem principal: Depositphotos.


Compartilhar

🚀 Quer ficar por dentro do agronegócio brasileiro e receber as principais notícias do setor em primeira mão? ✅ 👉🏽 Para isso é só entrar em nosso grupo do WhatsApp ( clique aqui ), ( clique aqui ) ou Telegram Portal Agron ( clique aqui ), Telegram Pecuária ( clique aqui ) , Telegram Agricultura ( clique aqui ) e no nosso Twitter ( clique aqui ) . 🚜 🌱 Você também pode assinar nosso feed pelo Google Notícias ( clique aqui )

  • Se o artigo ou imagem foi publicado com base no conteúdo de outro site, e se houver algum problema em relação ao conteúdo ou imagem, direitos autorais por exemplo, por favor, deixe um comentário abaixo do artigo. Tentaremos resolver o mais rápido possível para proteger os direitos do autor. Muito obrigado!
  • Queremos apenas que os leitores acessem informações de forma mais rápida e fácil com outros conteúdos multilíngues, em vez de informações disponíveis apenas em um determinado idioma.
  • Sempre respeitamos os direitos autorais do conteúdo do autor e sempre incluímos o link original do artigo fonte. Caso o autor discorde, basta deixar o relato abaixo do artigo, o artigo e a imagem será editado ou apagado a pedido do autor. Muito obrigado! Atenciosamente!
  • If the article or image was published based on content from another site, and if there are any issues regarding the content or image, the copyright for example, please leave a comment below the article. We will try to resolve it as soon as possible to protect the copyright. Thank you very much!
  • We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.
  • We always respect the copyright of the content and image of the author and always include the original link of the source article. If the author disagrees, just leave the report below the article, the article and the image will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
error: Conteúdo protegido!
%d