soja

Congresso Brasileiro de Soja trará inovação

Compartilhar

Inovação terá espaço de destaque no Congresso Brasileiro de Soja.

Veja também: Agronegócio já sente o impacto da guerra

Uma das novidades do IX Congresso Brasileiro de Soja e do Mercosoja 2022, a serem realizados de 16 a 19 de maio, em Foz do Iguaçu (PR), é a Arena da Inovação, ambiente que irá possibilitar a integração com as agtechs, startups que atuam no agronegócio brasileiro e também favorecer o conhecimento das novidades do ecossistema de inovação, a partir da apresentação de trabalhos científicos e de palestras. As agtechs, startups selecionadas no edital Soja Open Innovation – programa de inovação da Embrapa para a cultura da soja – estarão demonstrando suas tecnologias em processo de desenvolvimento em estandes na Arena de Inovação.

Inovação aberta no CBSoja e Mercosoja 2022:

A startup SensaIotech, em parceria com a Embrapa Soja, está desenvolvendo métodos de detecção de pragas da soja por meio de dispositivos fixos (armadilhas) com inteligência artificial embarcada. A partir de sensores, que coletam imagens em tempo real do campo, será possível gerar mapas que incrementam a identificação das pragas, trazendo maior precisão ao processo e colaborando com o manejo mais ágil e eficiente. O objetivo é maximizar as ações de manejo, racionalizando a aplicação de inseticidas no controle de pragas, promovendo assim economia de recursos e maior sustentabilidade ao ambiente.

A startup Agro M2 está desenvolvendo uma solução para incrementar o uso responsivo e pontual de agrotóxicos no manejo de doenças da soja. A partir da criação de algoritmos treinados em inteligência artificial, está buscando criar uma base de dados com imagens de sintomas de doenças na cultura da soja. Também serão geradas redes neurais, a partir das imagens dos sintomas, simulando situações de campo para dar mais acurácia ao controle das doenças.

A startup Ensoag, em parceria com a Embrapa Soja, está desenvolvendo uma proposta de seguro agrícola parametrizado para tornar mais acessíveis, ágeis e transparentes o gerenciamento do risco climático. O seguro paramétrico traz uma alternativa interessante para o seguro tradicional, possibilitando a indenização com base em um índice (parâmetro) que por sua vez está relacionado com a perda de rendimento na lavoura. Em um primeiro momento, o seguro paramétrico digital pretende cobrir perdas de rendimento da soja devido à ocorrência de déficit hídrico. Plataformas digitais serão implementadas para o gerenciamento e monitoramento do seguro paramétrico a nível regional, a nível do produtor e de lavouras seguradas.

A startup MS Bioscience, em parceria com a Embrapa Soja, está buscando uma solução fundamentada em técnicas analíticas avançadas e bioinformática para monitorar aspectos metabólicos que possam diferenciar as plantas saudáveis das infectadas por nematoides. A proposta é identificar compostos químicos específicos e desenvolver um método para detecção precoce e monitoramento de nematoides que possa auxiliar no controle efetivo da doença.

Com o intuito de monitorar as boas práticas na produção de soja, a startup MyeasyFarm, em parceria com a Embrapa Soja, está desenvolvendo um software de suporte que automatiza a entrada de dados e gera relatórios, com mais agilidade, focado na Agricultura de Baixo Carbono.

A Stratolit / Airvantis, em parceria com a Embrapa Soja, propõe criar uma rede local de dispositivos inteligentes para ser integrada em uma plataforma de informação que terá acesso à conexão satelital. A solução da Stratolit garante instalação de sensores que se comunicam com um gateway terrestre (que também serve de estação agrometeorológica), com comunicação constante com um sistema estabelecido de satélites, independentemente do lugar do País. No caso da soja, além do acompanhamento ambiental (chuva, vento, temperatura, umidade, pressão, UV e ponto de orvalho), vislumbra-se acoplar sensores que permitam monitorar em tempo real as condições de cultivo e de desenvolvimento da lavoura bem como interligá-los a sistemas de alertas climáticos, fitossanitários e de certificação automatizada da produção.

A startup Agribela trabalha com manejo e desenvolvimento de insumos biológicos para grãos e também para a cana-de-açúcar. Com a Embrapa, a Agtech tem desenvolvido ferramentas semi-automáticas atrelada a protocolos de controle biológico para amostragem de lagartas e percejevos na cultura da soja. Essas ferramentas trazem novas opções para que produtores e técnicos desenvolvam protocolos de controle de pragas com bionsumos com a segurança da amostragem levantada pela pesquisa. A ideia é que estas ferramentas sejam posteriormente automatizadas e possam emitir alertas de níveis de danos das pragas, reduzindo o número de aplicações.

A Alvaz desenvolve tecnologias e algoritmos focados em inteligência agronômica que capturam as informações no campo por meio de sensores em drones. Os dados servirão de base para geração de informações técnicas fundamentais para a tomada de decisão de pesquisadores, técnicos e produtores. A startup tem trabalho em parceria com a Embrapa Soja buscando identificar, através de imagens aéreas, informações para serem utilizadas nas diversas etapas do programa de desenvolvimento de cultivares, com foco na obtenção dos grupos de maturidade, altura de plantas e utilização de índices que permitam inferir sobre a ocorrência de estresses bióticos e/ou abióticos, como a ferrugem asiática, seca e calor e seus impactos sobre o rendimento de grãos.  A proposta é usar algoritmos já validados pela Alvaz na melhoria e acompanhamento da qualidade dos experimentos realizados na Embrapa Soja, contribuindo para o incremento ou manutenção dos ganhos genéticos anuais gerados através dos programas de melhoramento.

SERVIÇO

Evento: IX Congresso Brasileiro de Soja e Mercosoja 2022

Data: 16 a 19 de maio

Local: Rafain Palace Hotel & Convention Center – Foz do Iguaçu (PR)

Inscrição até 6 de maio: http://www.cbsoja.com.br

Fonte: Embrapa Soja. Imagem principal: Depositphotos.

*Se o artigo ou imagem foi publicado com base no conteúdo de outro site, e se houver algum problema em relação ao conteúdo ou imagem, direitos autorais por exemplo, por favor, deixe um comentário abaixo do artigo. Tentaremos resolver o mais rápido possível para proteger os direitos do autor. Muito obrigado!

*Queremos apenas que os leitores acessem informações de forma mais rápida e fácil com outros conteúdos multilíngues, em vez de informações disponíveis apenas em um determinado idioma.

*Sempre respeitamos os direitos autorais do conteúdo do autor e sempre incluímos o link original do artigo fonte. Caso o autor discorde, basta deixar o relato abaixo do artigo, o artigo e a imagem será editado ou apagado a pedido do autor. Muito obrigado! Atenciosamente!

*If the article or image was published based on content from another site, and if there are any issues regarding the content or image, the copyright for example, please leave a comment below the article. We will try to resolve it as soon as possible to protect the copyright. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content and image of the author and always include the original link of the source article. If the author disagrees, just leave the report below the article, the article and the image will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!


Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: