arroz

Preço gaúcho do arroz mantém força no mercado

Compartilhar

Preço gaúcho do arroz mantém força, mesmo com avanço da colheita.

Veja também: Segurar soja e vender milho derruba preços do cereal

O mercado brasileiro de arroz encerra a penúltima semana de março com preços em alta, seguindo a mesma rotina recente. Na média do Rio Grande do Sul, principal referencial nacional, a saca de 50 quilos do cereal em casca encerrou cotada a R$ 76,91, alta de 1,65% em relação a semana passada e 3,85% mais alto frente ao mesmo período do mês anterior.

O preço do arroz permanece firme na Região Sul mesmo com o avanço da colheita trazendo pressão de oferta no Rio Grande do Sul. “As negociações seguem lentas pela postura defensiva de produtores e os negócios devem ocorrer com maior facilidade para ponta compradora quando os armazéns e estoques de produtores estiverem carregados com a safra nova”, explica de SAFRAS & Mercado, Gabriel Viana.

Conforme a Emater, a colheita de arroz atinge 36% da área no Rio Grande do Sul. Na semana passada, eram 21%. Em igual momento do ano passado, eram 38 colhidos. A média para o período é de 36%.

A safra gaúcha de arroz deve ficar 10% inferior a temporada passada, devido aos problemas climáticos enfrentados. A estimativa foi feita pela analista de SAFRAS & Mercado, durante palestra realizada há pouco no 3º SAFRAS Agri Week. “A estimativa é de uma produtividade de 8.085 quilos por hectare, gerando 7,6 milhões de toneladas em 2021/22”, destaca. Em 2020/21, ficaram em 8.571 quilos e 8,4 milhões de toneladas, respectivamente.

Outro fator de suporte aos preços é o bom ritmo recente das exportações brasileiras. “Porém, a alta dos fretes pode dificultar”, ressalta o analista. Outro ponto importante é a cotação do dólar, para o Brasil seguir competitivo no mercado exportador. “Para os contratos futuros do dólar, o cenário ainda é de alta para a moeda”, completa.

Fonte: Agência SAFRAS. Imagem principal: Depositphotos.

*Se o artigo ou imagem foi publicado com base no conteúdo de outro site, e se houver algum problema em relação ao conteúdo ou imagem, direitos autorais por exemplo, por favor, deixe um comentário abaixo do artigo. Tentaremos resolver o mais rápido possível para proteger os direitos do autor. Muito obrigado!

*Queremos apenas que os leitores acessem informações de forma mais rápida e fácil com outros conteúdos multilíngues, em vez de informações disponíveis apenas em um determinado idioma.

*Sempre respeitamos os direitos autorais do conteúdo do autor e sempre incluímos o link original do artigo fonte. Caso o autor discorde, basta deixar o relato abaixo do artigo, o artigo e a imagem será editado ou apagado a pedido do autor. Muito obrigado! Atenciosamente!

*If the article or image was published based on content from another site, and if there are any issues regarding the content or image, the copyright for example, please leave a comment below the article. We will try to resolve it as soon as possible to protect the copyright. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content and image of the author and always include the original link of the source article. If the author disagrees, just leave the report below the article, the article and the image will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!


Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: