Preços da soja brasileira caem em vários estados

Preços da soja brasileira caem em vários estados

Compartilhar

Veja aqui como está os preços da soja em vários estados.

Agron Home

Veja também: Soja e farelo fecham em queda em Chicago

RIO GRANDE DO SUL: Volumes recuam em R$ 1,00/saca para as principais regiões exportadoras

Dia de raros negócios. Após as vendas um pouco melhores registradas ontem o mercado voltou a se acalmar. Os preços de pedra se valorizaram em R$ 1,00/saca indo a R$ 158,00, os lotes por sua vez seguraram seus níveis mais para o interior e perderam R$ 1,00/saca para o porto e para Cruz Alta. As fábricas continuam a dominar o mercado e os volumes vendidos no dia chegaram em cerca de 5.000 toneladas, trazendo o escoamento novamente para níveis considerados de manutenção.

O produtor segue observando a possibilidade de mais evoluções nos preços, mas a época de exportação está chegando ao fim e com isso os preços caem e se tornam mais estáveis.

SANTA CATARINA: Valores caem em R$ 5,00 no porto de SFS, negócios param

Nesta quarta-feira o mercado de Santa Catarina perde todo o ímpeto que havia conquistado na última semana, retornando seus valores em R$ 5,00/sc. Da mesma forma que o preço, a disposição do produtor caiu bastante, afinal os preços estiveram hoje entre R$ 167 e R$ 168,00, bastante diferente dos R$ 173,00 do dia anterior. Apesar das quedas ainda ocorreu uma fixação de 1.200 toneladas a R$ 168,00, mas a venda não foi fechada até o momento.

Ademais, nada foi efetuado em negócios, na semana anterior houveram negócios todos os dias, apenas quantidades pontuais de cerca de 600 toneladas, mas essa semana que já passa da metade deve terminar mais calma, o produtor que tem pequenas quantidades de soja disponível prefere guardar a soja do que vender preços pores do os que procura.

PARANÁ: Preços recuam com queda do dólar e de Chicago

Mais um dia improdutivo no mercado, preços perdem força e agora se firma a perda de qualquer interesse que pudesse existir enquanto os preços melhoravam. É provável que com a aproximação do fim do ciclo de exportação o produtor já tenha perdido os valores máximos para este mês e possivelmente para o próximo.

Os preços da soja em Chicago passaram por um dia de perdas, marcando quedas de 0,59%, o dólar por sua vez também marcou perdas, caindo em 0,25% e não ajudando os preços a se segurarem, a resposta, no entanto não foi diretamente proporcional devido a ação dos prêmios que seguem incentivando as vendas finais.

Paranaguá 2022: Março com 11/04 com ideias de R$ 165,00; Abril com 30/05 com ideia de R$ 167,50. Entrega maio com pagamento em 30/06 a R$171,50.

MATO GROSSO DO SUL: Preços estacionam e vendedores seguram seus volumes

Chegamos à quarta-feira e o mercado finalmente descansa, com preços parando de evoluir e os negócios parando em sua totalidade, esses momentos finais foram um esforço conjunto para que o produtor pudesse liberar espaço nos armazéns e também se livrar dos volumes que custavam dinheiro nas regiões onde vendas mais ocorreram antes que a exportação para fora do país perdesse folego.

Nas ultimas duas semanas cerca de 105.000 toneladas foram escoadas, valores muito acima das médias das demais regiões.

MINAS GERAIS: Minas gerais segue sem oferta, mas preços seguem sendo puxados para cima

Em Minas Gerais os negócios seguem parados, como as quantidades disponíveis no Estado são muito baixas, aparentemente os níveis de interesse não aumentam por parte do produtor. Neste período sempre se encontra alguém que compre, no entanto se não houver interesse por parte do produtor, também não de ocorrer negócios. No momento, estima-se que há por volta de 3-4% da soja de 2020-2021 para ser vendida no Estado, mas de alguma forma essas demoções não interessam o produtor a cerca de 5 meses, quando passou pela primeira vez a ser dito no relatório que os volumes deveriam ser vendidos.

Fonte: T&F Agroeconômica. Imagem principal: DepositphotosStevanovicigor(Igor Stevanovic).


Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *