Carne bovina ajuda as pessoas a viver mais e melhor, comprova estudo internacional

Compartilhar

Por Nabih Amin El Aouar, cardiologista, pecuarista e presidente da Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB).

O Brasil é um dos maiores produtores e exportadores de carne bovina do planeta. Nosso rebanho é de 218 milhões de animais, produzimos mais de 9,5 milhões de toneladas por ano e exportamos perto de 2 milhões de toneladas por ano, levando essa proteína de alta qualidade para mais de 150 países. Adicionalmente, a Embrapa informa que a carne brasileira contribui para a segurança alimentar de cerca de 900 milhões de pessoas em todo o mundo.

Mesmo assim, essa importante cadeia produtiva enfrenta problemas de excessiva desinformação, o que denigre – injustamente – a carne junto aos consumidores.

Essa fake news fica agora mais enfraquecida, pois acaba de ser publicado estudo realizado pela Universidade de Adelaide (Austrália) e diversas instituições europeias de pesquisas, que ajuda a mudar a percepção das pessoas em relação à carne bovina. O trabalho científico comprova a importância do consumo de carne bovina para a qualidade de vida da população mundial. Além disso, os pesquisadores fizeram uma constatação importante: estudos anteriores que apontaram malefícios do consumo de carne vermelha em sua maioria abordaram apenas grupos específicos de determinada região ou país – o que resultou em conclusões enganosas.

Como médico cardiologista, contribuo para a saúde dos meus pacientes ao recomendar o consumo de carne bovina. Há diversos benefícios na ingestão dessa excelente proteína animal regularmente. Um deles é a melhoria nas defesas do organismo. A imunidade agradece uma dieta rica em carne.

A pesquisa internacional abrangeu consumidores de mais de 170 países, abordou a relação do consumo de carne com a expectativa de vida e a mortalidade infantil. Ela concluiu que o consumo adequado de carne, independentemente da situação econômica ou de outros fatores externos, tem grande impacto positivo na qualidade e na expectativa de vida das pessoas. Sim, pessoas que comem carne bovina podem viver mais e melhor. Os cientistas atribuem esse resultado ao fato de as carnes representarem fontes completas de nutrientes para o corpo humano.

O estudo mostra a importância do trabalho da Associação dos Criadores de Nelore do Brasil em prol da valorização da carne bovina, combatendo campanhas negacionistas que tentam macular a imagem desse alimento saudável e essencial para nossa saúde.

A entidade também realiza diversas ações com foco nos produtores, motivando-os a usar práticas voltadas à produção sustentável e ao bem-estar animal, amplamente disseminadas em nosso país.

Carne bovina é ótima e tem de fazer parte da nossa alimentação. Como mostra o estudo internacional, ela prolonga nossa expectativa de vida. Não se trata de figura de marketing para defender um produto. Quem está dizendo isso são especialistas do primeiro mundo que analisaram consumidores de todos os continentes.


Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: