Especialistas em Fundos imobiliários nos EUA e no Brasil apostam no segmento Multifamily 

Compartilhar

O crescimento acelerado do mercado de Fundos Imobiliários (FIIs) tem chamado a atenção do investidor nacional, como um mercado maduro e sofisticado, com alta liquidez e taxa de juros baixas. Um dos segmentos de maior ascensão é o Multifamily, o   investimento privado nesse setor pode chegar a um retorno de 20% em dólar, afirmou um dos palestrantes do webinar “Investindo em Fundos Imobiliários nos EUA e Brasil: Desafios e Oportunidades”, Rodrigo Machado, que é Diretor-Geral (e ano Gerente) do Grupo Leste. O evento online foi realizado no dia 21 de junho e organizado pela Brazil-Florida Business Council, Inc. em parceria com Veirano Advogados. 

O moderador do evento Raphael Moreira, Sócio da Veirano Advogados destacou a terceira onda de investimento varejista no mercado brasileiro. “Atingimos cerca de 1 milhão de investidores pessoas físicas, o que mostra que o mercado está em fase de amadurecimento, mudando a mentalidade para o mercado de capitais”, disse. 

Rodrigo Machado, que é pioneiro na criação de fundos imobiliários no Brasil, abordou as oportunidades para quem deseja investir em FIIs. “O americano tem uma característica nômade, é flexível e se adapta onde se encontram as oportunidades, o que favorece o investimento no segmento Multifamily”, garantiu Rodrigo. 

Segundo ele, esse tipo de produto é apenas para inquilinos, controlados por um único grupo de investidores. “A vantagem desse segmento é uma gestão super profissional, além de não depreciar o imóvel”. 

O pioneiro na criação de fundos imobiliários no Brasil ainda ressaltou outras oportunidades aos investidores: Hospitality, que envolve compra de ativos hoteleiros com potencial de reforma ou reestruturação de gestão; e Healthcare, com foco principal na compra de ativos imobiliários ligados ao setor de saúde. 

Otávio Carneiro, Sócio da Akerman LLP, Flórida, questionou os palestrantes sobre os desafios e as questões tributárias que os investidores nacionais devem se preocupar.  

O painelista Paul Foley, Sócio da Akerman LLP da Carolina do Norte, alertou que a parte mais importante é investir na corporação offshore, alguém que realmente entenda do negócio e possa dar subsídios seguros para que o investidor não corra riscos e não precise se preocupar com a taxação americana. “O sistema judiciário americano é atrativo pela segurança, porém um estrangeiro sem uma estrutura adequada pode ter uma péssima experiência fiscal ao investir no setor imobiliário norte-americano”, salientou o especialista.  

Paul também falou sobre os ciclos econômicos e a mudança de perfil da população que busca por residências individuais, o que tem aquecido o mercado Multifamily. 

“As pessoas não querem mais estar amarradas, serem proprietárias e ter compromissos, como é o caso de 60% da população da cidade de Milénios”, assegurou Paul. 

Rodrigo Machado ainda destacou que os estados com governos republicanos são as melhores opções para investidores, como o Texas, Carolina do Norte e Carolina do Sul, Geórgia e Flórida. 

Os especialistas analisaram que hoje o investidor brasileiro precisa considerar alternativas fora do país, pelos inúmeros benefícios, dentre eles a diversificação em vários segmentos e tipo de imóveis, liquidez, isenção fiscal com distribuição de renda sem impacto fiscal, e a gestão profissional de ativos. 

Sueli Bonaparte Presidente-Fundadora e Presidente do Conselho da Brazil-Florida Business Council, Inc. ressaltou que o webinar trouxe insights interessantes e informativos sobre a segurança que favorece o mercado imobiliário e impulsiona a busca da pessoa física por renda mensal de dividendos sem grandes oscilações. 


Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *